Cesárea é mesmo segura?

Vejam essa notícia, que coisa mais absurda!

Bom, talvez alguns se lembrem de um episódio de Grey’s Anatomy em que um bebê tem o braço quase separado do corpo numa cesárea.

Serve para pensar um pouco mais antes de fazer uma cesárea por conveniência…

 

 

Bebê morre em SP após ser ferido por bisturi no parto; atestado de óbito foi adulterado

Um bebê morreu após ter sido ferido por um bisturi na hora do parto, no Hospital Municipal do Campo Limpo (zona sul de São Paulo). O corpo do bebê tinha hematomas e um corte profundo nas costas, segundo a Polícia Militar.

De acordo com informações da Polícia Civil, a chefia de ginecologia e obstetrícia do hospital informou que o corte foi resultado da incisão na barriga da mãe, uma adolescente de 14 anos que foi submetida à cesariana.

O médico responsável informou à polícia que houve complicações durante o parto e confirmou que realizou a incisão com ajuda de outra médica.

A PM foi chamada ao hospital por causa de uma discussão entre familiares da gestante e funcionários. O policial que atendeu o caso relatou à Polícia Civil que o hospital não deixou nem ele nem a família terem acesso ao corpo da criança.

Acionada, a Polícia Civil foi até o local e constatou que a guia de encaminhamento de cadáver, entregue à família, estava rasurada no campo “tempo de gestação”. A guia assinalava que a jovem tinha 31 semanas de gravidez, enquanto a via de entrada no hospital registra 26 semanas. O tempo ideal de gestação é de 40 semanas.

Além de não informar as razões dos hematomas na criança, o documento também encaminhava o corpo ao SVO (Serviço de Verificação de Óbito), e não ao IML (Instituto Médico Legal), como deve ser em casos de mortes com sinais de violência.

O representante do hospital não soube dizer à polícia por que a guia foi adulterada e informou que, ao contrário do que foi dito pela PM e pela família, os familiares tiveram acesso ao corpo do bebê.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que lamenta a morte do bebê e que abriu uma comissão preliminar de apuração para investigar o caso. A nota também afirma que a direção do hospital está prestando suporte à família e se encontra à disposição da polícia para qualquer esclarecimento.

Esta entrada foi publicada em cesárea, notícia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s