Mulheres empoderadas

Depois de algum tempo participando de um círculo de mulheres que buscam, militam, lutam pelo parto e pela maternidade ativa, ouvi essa expressão: “mulheres empoderadas”.

No começo eu achava estranho, como todo mundo deve achar, como muitas pessoas devem estar me achando ao ler esse texto, e vão achar ainda mais depois de terminar.

Mas eu achava um pouco soberba essa expressão “empoderada”. Por que umas eram empoderadas e outras não?

Usamos muito essa expressão quando falamos de mulheres que tem seus bebês em casa ou de parto natural, seja o primeiro bebê, e tem ainda aquelas que CONQUISTAM seu tão sonhado parto natural após 1, 2 ou até 3 cesáreas (o famoso VBAC, ou até HBAC – parto vaginal após cesárea e parto domiciliar após cesárea)!!! Não apenas pelo parir, se bem que parir não é pra qualquer uma, quem passou pela maravilhosa experiência sabe! Mas pelo buscar mais de uma, duas ou três opiniões, pelo se informar e procurar se conhecer, conhecer seu corpo e ouvir o que ele precisa.

São mulheres que tinham tudo pra “cair no conto da cesárea”, mas que não se deram por satisfeitas, sabe quando falta um “?” ?

Muitas mulheres nascem assim (empoderadas), não delegam a função. Não delegam a vida. Mas quase todas precisam lutar quando o negócio é “parto” e filhos”.
Enfrentar todo um sistema, toda a sociedade e a família pra poder parir em paz, e amamentar, educar da maneira que escolhe…

Hoje entendo que uma mulher empoderada é uma mulher segura de si, que luta por seus ideais, por suas escolhas, que não aceita que ela não pode, não consegue, não deve, ela desafia os limites que outros impuseram e vai sempre em frente, em busca do que por instinto (mãe sabe, sempre sabe) é melhor pra ela e pra sua família.

Estou falando das mulheres que buscaram parir seus filhos, amamentá-los, criá-los segundo suas cabeças e não segundo medicina massificada e tecnocrata que impera atualmente. Não aceita um “por que tem de ser assim”, ela vai atrás, se reinventa, mil vezes se necessário!
Calma, não é apenas alguém que é “do contra”, mas alguém que não aceita que as decisões sejam tomadas por ela, sem pensar, refletir, sem estar totalmente consciente das escolhas e decisões e de suas conseqüências.
Não faz por IMITAÇÃO, pra provar que ela também pode, não é algo que vem de fora, e quando é exterior não se sustenta (dá dó de ver!)…
Ser empoderada é inerente à personalidade.
A mulher empoderada não se contenta com pouco, com o que sobrou, com o prêmio de consolação… com o que já foi pensado, mastigado, digerido e está ali “prontinho”! É uma mulher que sabe o que quer e vai atrás, que busca sua própria estrela, que vive de verdade!
Então um “salve” pra todas as mulheres empoderadas!

Esta entrada foi publicada em amamentação, grupos de apoio, parto com as etiquetas , , . ligação permanente.

4 respostas a Mulheres empoderadas

  1. Marilyn diz:

    Hehe, eu não sigo nenhum grupo, mas sou uma mulher pra lá de empoderada… graças a Deus!Mas já fui totalmente desse mundo regado a remédios, cesarista e fast-food… que horror!

  2. Amei esse texto!! Confesso que nunca timha escutado esse termo, mas reflete bem o que eu sinto…não devo fazer alguma coisa só pq me mandam ou pq é assim. Tenho que fazer algo segundo o meu próprio pensamento, de acordo com meus princípios e mais, tentar fazer sempre o melhor!!!Quando vejo tantas mulheres vulgarizadas e preocupadas com futilidades, penso na responsabilidade que tenho enquanto mãe para com a minha filha…eu quero criá-la não para ser uma Barbie ou uma princesa…quero criá-la para ser uma mulher com "M" maiúsculo. Quero que ela tenha cérebro, seja guerreira e não deixe levar por modismos tolos!!Acho que não terei muito trabalho, pq a bichinha é "arretada"!!!Bjs e parabéns pela bela reflexão….Carla

  3. luiza paim diz:

    Salve! Dá uma olhada no nosso blog: http://empodere-se.blogspot.com. Falamos exatamente sobre isso!!! Abraços, liu

  4. Cath,Muito legal seu post! Parabéns!Eu fico pensando que sou empoderada,apesar de nunca ter me denominado assim, mas já desde a infância que sou questionadora e para o nascimento e criação do meu filho não poderia ter sido diferente!beijos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s