Contos de fadas…

Criando seus contos de fadas

“Os contos de fadas clássicos, como Chapeuzinho Vermelho foram criados para entreter e ensinar às crianças daquela época lições importantes, como não falar “lobos” estranhos. A vantagem desta técnica é que seu filho nem vai notar que está aprendendo uma lição. Um conto de fadas tem 3 partes:

*Introdução: use todos os sentidos da criança. Descreva o que a patinha vê, como cheiram as flores, a roupa dela, o que ela comeu de almoço, o sol quente no rosto dela, etc. A criança ficará interessada e prestará atenção.
*Meio: é aí que você ensina a lição. O que aconteceu com a patinha que não queria tomar banho ou que bateu no irmãozinho.
*Final Feliz: é necessário haver um final feliz, dá à criança uma sensação de ordem e segurança saber que a estória sempre termina com a patinha voltando para casa cheia de abraços, beijos, seu jogo favorito e que ela “viveu feliz para sempre”.

Dicas para seus contos de fadas personalizados
* Os personagens principais devem ser animaizinhos felizes, como Rui, o Ratinho ou Pepeu, o Peixinho.
* Evite usar crianças nas suas estórias. Elas podem fazer as coisas parecerem muito realistas ou assustadoras.
* Use sua voz dramaticamente: Fale alto ou cochiche quando você quer a atenção da criança ou para ajudá-la a lembrar-se da estória.
* Adicione ajudantes, como fadas, anjos, um sapo falante ou uma árvore amiga que vem sempre ajudar o herói da estória.
* Inclua um animal reclamão, teimoso, desobediente que sempre leva a pior (o mundo infantil é cheio de coisas que são ao mesmo tempo gostosas mas perigosas).

Fofocando com os brinquedos
“Um fato curioso: nós acreditamos mais nas coisas que ouvimos acidentalmente do que nas que são ditas na nossa cara !
Com a criança por perto, comece a cochichar alto algum elogio a ela para outra pessoa (a avó, a tia, o ursinho de pelúcia ou finja falar ao telefone). Não olhe para a criança quando fizer isso. Comece falando alto, mas depois diminua o tom de voz, faça uma concha com as mãos como se estivesse falando um segredo.
Converse com uma boneca, por exemplo e pergunte a ela: “Hello Kitty, a Fulana pode jantar sem lavar as mãos ?” Encoste o ouvido na boca da boneca “O QUÊ ? Ah… obrigada, ela precisa mesmo lavar, né ?” Depois “olha, eu falei com a Hello Kitty e ela disse que quer que você lave as mãos bem rápido e depois me dê um abraço”.

Isso faz as coisas mais lentas para você, mas por outro lado ajuda a manter um ambiente leve e positivo.”

Esta entrada foi publicada em contos de fadas com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s