Sobre Leite Materno e Odontopediatria

Texto retirado da lista matrice:

Açúcar refinado faz mal PRA QUALQUER UM em demasia, mas mesmo que a mãe se entupa de açúcar, O LEITE MATERNO É FORMADO POR UMA SÉRIE DE NUTRIENTES DE ACORDO COM A NECESSIDADE DO BEBÊ. Embora a ingestão materna tenha efetivamente sua importância, a composição do leite humano varia com as distintas etapas da lactação, com as diferentes horas do dia e durante uma mesma mamada (do começo ao final).Além disso, não existe AÇÚCAR REFINADO no Leite Materno. Existe glicose, que é a composição básica de qualquer carboidrato. Se a mãe comer fruta, batata, arroz integral, massa, bala, bolo, não importa: ela vai absorver todos os nutrientes e o organismo dela vai separar a glicose, os lipídios, as proteínas, os sais minerais e as vitaminas e vai formar o Leite Materno.

E como é a higiêne bucal adequada? Passar gaze com água fervida ou filtrada na boquinha da criança retirando os resquícios do leite e após 6 meses, utilizar pasta de dente infantil sem flúor. Quando a criança aprender a nao engolir a pasta e cuspir, pode mudar pra pasta de dente infantil com fluor. Esse texto científico tem várias informações:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572004000700012

Aqui estão 4 trechinhos muito interessantes na pesquisa acima:

* O tempo de aleitamento materno exclusivo e de aleitamento materno é maior em mulheres de melhores classes sociais, com maior escolaridade 83-85, em mães de mais idade e com relacionamento estável 52; do mesmo modo, a higiene dental é mais adequada nesse grupo 12,39, contrariamente ao que se observa com aprevalência de CLPE (cárie aguda rampante), mais comum em classes menos privilegiadas. A introdução precoce de alimentos, o uso de mamadeiras e a preferência por alimentos doces são observados com maior freqüência nas classes menos favorecidas

* O leite humano é caracterizado por um complexo sistema de defesa que inibe o crescimento de vários microorganismos, entre eles os estreptococos mutans 97,98 (o principal causador da cárie).Os anticorpos IgA do leite podem interferir na colonização dos estreptococos pioneiros e, conseqüentemente, na colonização deoutras bactérias residentes na boca

* Qualitativamente, foi demonstrado que o leite humano não é cariogênico, pois a placa dental formada por ele é diferente daquela formada pela sacarose. Além disso, com o leite humano, não há perda mineral clinicamente visível no esmalte, contrariamente ao que acontece com a sacarose100

* a AAPD (Academia Americana de Odontopediatria) não inclui mais o aleitamento materno entre os fatores de risco para cárie29. Além disso, não há comprovação científica de que o leite humano é cariogênico, mesmo quando ingerido em livre demanda e durante a noite.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em amamentação, higiene bucal, leite materno, odontopediatria com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s